Alexandre Levy

Alexandre Levy

É do compositor, pianista e regente clássico brasileiro, Alexandre Levy, morto aos 28 anos de idade em 1892, a primeira partitura que se conhece em que o samba é focalizado, e já de forma erudita. Nascido em ambiente musical – seu pai era comerciante de artigos do ramo, tocava clarinete, e seu irmão o iniciou no piano – Alexandre Levy completou seus estudos em várias capitais europeias. Ao retornar ao Brasil com pouco mais de 20 anos já era regente e compositor, além de pianista de reconhecido talento. Sua obra “Samba” – chamada na forma afrancesada, como hábito na época, “suite brésilienne e danse negre” editada postumamente em redução para o piano, é ilustrada por desenho que reproduz o que seria uma roda de samba no final do século XIX. Em 1880, o brasileiro Alexandre Levy compõe, com apenas 16 anos, a Fantasia Brilhante, opus 2, uma fantasia sobre temas da Ópera O Guarani, de Carlos Gomes. Levy foi um dos precursores do nacionalismo na música erudita brasileira.

Assim Carlos Gomes se referiu a Levi: “Alma ardente de artista genial, desapareceste tão cedo, vestindo assim de profundo luto a Arte Nacional! Mas o teu espírito, com a velocidade do pensamento, foi colocar-se por entre as plêiades celestes, no Pantheon dos astros de primeira grandeza. E de lá o raio da tua luz desce até nós, iluminando a palavra sincera gravada em todos os corações: saudade”.
Infelizmente para a musica brasileira, Alexandre Levi faleceu precocemente, mas deixou numerosas composições como: Werter, Capricho, Três Improvisos, Valse Caprice, Comala, Suíte Schumanniana, Tango Brasileiro, Suíte Brésilienne para orquestra e Fantasia Brilhante, entre outras.
Josias Cavalcante

One thought on “Alexandre Levy

  1. Alexandre Levy guarda em suas obras a modernidade do compositor talentoso que foi. Pode-se fazer o registro da proximidade de Levy com os demais intelectuais da belle époque brasileira, período de engajamento intelectual, de preocupações modernizadoras, de interesse pelo instrumental cientificista, e também de perspectiva naturalista.
    Apesar de ter vivido 28 anos, deixou obras fincadas numa genialidade erudita, como podemos ver nos vídeos acostados ao presente. Um deleite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *